Outras Páginas...

Sejam bem vindos ao Reticências... "(...)

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Espelhos, espelhados, Espalhados...

Quando eu era pequena brincava com minha imagem como:
- se fosse outra criança...

Quando eu cresci aprendi a fazer maquiagem e agia como:
- uma mocinha descobrindo a si mesma...

Hoje, muitas vezes olho no espelho e me pergunto:
- Quem é você?

Perdido o reflexo, busco incessante pelo eu
esse que perdido por ai, não mais refletido,
com sinceridade pelos espelhos espalhados pelo mundo...

Do que adianta o espelho refletir a realidade
e a pessoa não perceber o que nele há...

Logo ela sempre irá se perguntar;
- Cadê meu reflexo?
- Esse mundo não é meu!

O espelho é a realidade nua e crua...

os olhos são objetos de distorção
da imagem real!


2 comentários:

  1. Oi Nara, gostei bastante do jogo de palavras, das imagens associadas e dos sentimentos envolvidos.
    Um poemas gostoso de ser lido. Mas cuidado com a marcação de tempo, a sonoridade, pois você corta bastante abruptamente o ritmo de algumas estrofes e isso prejudica o escrito.
    Um beijão.
    Moderação Poemas.

    ResponderExcluir
  2. Valeu pelas dicas!!!

    Obrigada

    Abç,
    Nara Aragão

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...